Controle de ponto remoto, como funciona?

Ponto eletrônico

Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, o isolamento social tornou-se uma obrigação para evitar que a situação se torne ainda mais grave.

A maioria das empresas foi obrigada a mudar a forma de trabalho, aderindo ao home office como alternativa para manter as atividades.

Dessa forma, o controle de ponto remoto tornou-se a alternativa mais segura para que os empregadores tenham controle sobre os horários de trabalho dos colaboradores.

Essa alternativa é vantajosa para ambas as partes.

Se por um lado o empregador consegue saber se o empregado está de fato comprometido com o trabalho, o colaborador tem controle sobre a quantidade de horas trabalhadas diariamente.

Essa forma de marcação de ponto é totalmente legal e tem como principal objetivo preservar os direitos das partes envolvidas.

Veja abaixo quais são as vantagens do controle de ponto remoto

1.  Maior controle sobre as atividades dos colaboradores

O sistema  home office era uma novidade para vários segmentos do mercado.

Sendo assim, muitos colaboradores foram impactados com a mudança na forma de trabalho, o que dificultou a adaptação.

A marcação de ponto remota contribui para que o empregador consiga monitorar os horários de trabalho de cada colaborador.

Embora esse controle pareça algo arbitrário, o gestor de RH tem papel fundamental na fase de adaptação.

Ao perceber que o funcionário não está cumprindo os horários conforme o determinado, é preciso conversar com ele para entender os motivos e oferecer o suporte necessário.

 

2. É uma medida legal

Outra grande vantagem do controle de ponto remoto  é que ele é uma medida legal, portanto colaboradores e empregadores estão seguros.

Quando há a impossibilidade de marcação de ponto na empresa, a Lei permite que sejam criadas alternativas.

Desvantagens

Embora seja eficaz na marcação de ponto, essa forma de controle também apresenta vantagens.

Veja abaixo quais são elas:

 

1.  Provas inconsistentes

Uma das desvantagens  do controle de ponto remoto  é que mesmo sendo possível monitorar os horários de entrada e saída não há como garantir que o colaborador está efetivamente trabalhando.

Essa questão pode influenciar em situações em que há necessidade de dispensa, especialmente quando resulta em ações trabalhistas.

 

2. Divergências legais

Essa talvez seja a maior desvantagem desse sistema de controle de ponto. Pois embora seja uma medida legal, há divergências nas portarias do MTE.

Uma delas defende a possibilidade de uso do controle de ponto remoto  deve ser decidido em convenção ou acordo coletivo.

Enquanto que outra, específica que essa alternativa deve ser homologada junto ao órgão para ter validade legal.

Conclusão

Embora apresente vantagens e desvantagens, o controle de ponto remoto  é uma excelente alternativa para o sistema de trabalho home office.

Escolha um desenvolvedor qualificado e experiente no desenvolvimento de sistemas de controle de ponto e leve essa realidade para a sua empresa.

Related Post